Blog da Cody

Origens

By | Cody, História, Tecnologia | No Comments

Todos temos uma história de origem: Homem Aranha foi picado por uma aranha radioativa, Homem de Ferro ficou preso em uma caverna por terroristas, Hulk foi bombardeado por raios gama.

E a sua? Como a sua história de origem vai ser contada daqui a 20 anos?

Será que o mundo de amanhã vai olhar pra trás e pensar “Pô, sem esse cara, a gente não seria tão bom assim!”?

A Cody Academic surgiu com esse pensamento. A gente quer ser esse cara e queremos que você também seja! Queremos sentir que o nosso mundo, a nossa realidade pode ser melhorada graças à nossa existência. E vamos fazer isso da mesma maneira que o Professor Xavier faz com os X-Men: libertando todo o potencial acumulado em nossas crianças e adolescentes.

Mas como isso é possível? Através da exploração do raciocínio lógico e criativo alcançado graças ao uso de jogos eletrônicos que te permitem entrar em contato e falar a linguagem das máquinas, computadores e rôbos. 

Se você achava que chinês, ou inglês, era a linguagem mais falada no mundo, se enganou. A língua mais falada é 0 e 1, vulgo computês. Pensa só! Imagine-se falando com todo o planeta de maneira simples e rápida. Isso é possível e vamos mostrar como!

Essa é a nossa história de origem e esperamos muito que você faça parte dela.

O tal discurso do Obama

By | Educação, Programação | No Comments

Em 2013, Barack Obama fez um famoso discurso convocando todos os jovens norte-americanos e explicando o quão importante é saber programação. “Não simplesmente jogue um videogame, faça um.”.

Pode parecer complicado saber a linguagem das máquinas, mas o Google e MIT (o mega renomado “Instituto de Tecnologia de Massachusetts”) tornaram isso simples. Aliás, está cada vez mais fácil criar os seus jogos e aplicativos. Na próxima postagem falaremos mais sobre isso.

Por enquanto, confiram o tal do discurso do Obama.

Comichão

By | Educação, Futuro, Programação | No Comments

Desde que o primeiro computador foi criado, ele entendia só uma linguagem: binário. Isso significa que ele só falava através de Zero’s e Um’s. Lá atrás, no século XX, era muito difícil se comunicar com as máquinas, pq a gente fala português, inglês, francês; não fala computês, não fala Zero-Um.

Com o tempo, novas formas de falar com as máquinas foram aparecendo. Formas cada vez mais sofisticadas e modernas, mas que ainda pareciam um bicho de sete cabeças para as crianças.

No início do século XXI, a humanidade foi percebendo a presença dos computadores em todas as nossas atividades, em especial depois que os smartphones começaram a se tornar algo popular, por volta de 2010. Crianças começaram a mexer em iPhones e iPads naturalmente. Drones se tornaram algo barato, Impressoras 3D já são uma realidade crescente. O futuro pode ser algo bem incrível, mas e se você não souber se comunicar com ele?

Pois é. Esse comichão, essa ansiedade, martelou na cabeça de várias pessoas importantes e influentes. “Precisamos ensinar nossas crianças e adolescentes a programar, a falar com os computadores e não apenas usá-los.”.

Assim, o MIT desenvolveu a linguagem “Scratch”, que tem por objetivo fazer a linguagem mais suscetível à manipulação, mais social e mais significante. Qualquer criança a partir de 8 anos é capaz de usá-la.

O Scratch estimula o raciocínio lógico, matemático e a criatividade através de histórias animadas, jogos e outros programas interativos.

Em 2016, o Google resolveu se juntar ao time do Scratch para a versão 3.0. Aguardamos boas novidades por aí.

Quer saber como é essa forma revolucionária e simples de falar com os computadores? Você pode conferir no site do Scratch. Mas tenho certeza de que você vai querer fazer uma aula prática, então se inscreva na Cody Academic sem compromisso. A primeira aula é grátis, inscreva-se!

Próxima revolução

By | Futuro, Inovação, Tecnologia | No Comments

Qual será a próxima revolução tecnológica que irá se popularizar?

Na década de 90 foi a Internet, recentemente foram os smartphones. E na década de 2020? Será a realidade virtual? Robôs?

Elon Musk, vulgo Tony Stark do mundo real, acredita no potencial humano para criar revoluções incríveis. Não a toa, está popularizando o carro elétrico, o Tesla; além de querer levar o homem à Marte e fazer trens de altíssima velocidade.

Claro, Elon Musk é milionário e pode dar vazão aos seus sonhos. Mas aí é que está o segredo: essas revoluções sempre começam com um sonho, com um desejo. Esse desejo é o de mudança. Com certeza você quer mudar algo, nem que seja a sua cadeira de lugar. Quanto mais difícil for a mudança, mais estudo, ferramentas e conhecimento você precisará. Porém, vivemos na melhor época da humanidade para realizar mudanças, pois as ferramentas e o conhecimento estão disponíveis em quantidades absurdas. Mas e o estudo? Bem, esse depende da gente. Depende do quanto queremos que o sonho se concretize. Podemos estudar pouco, podemos estudar muito, podemos não estudar nada.

Fico muito curioso para saber qual sonho você gostaria de realizar. E qual você acha que será a próxima revolução tecnológica?